terça-feira, 31 de janeiro de 2017

TRAMBIQUEIROS DO CAPITALISMO SÉCULO XXI


O que esses senhores tem em comum? 


Bilionários, ao final cada um deles em seus respectivos países foram acusados de fraude, suborno e outras práticas desonestas que apenas identifica esses neo-empresários-de-nada, defendem a "iniciativa privada" como fosse oxigênio puro, quando na verdade vivem de empréstimos de bancos estatais...E, depois quebram empresas, bancos, pessoas, famílias ou países:

1. Jón Ásgen Johannesson (IRLANDA); 
2. Huang Guangyn (CHINA); 
3. Mikhail Khoorkosky (RUSSIA); 
4. Bernard Madoff (EUA) e o nosso bichinho de estimação...
5. Eike Batista (BRASIL). 


Eike Batista é típico empresário que surgiu neste inicio de século, não fabricam nada, apresentam-se como empreendedores, ostentam riqueza, fama e adoram se exibirem como celebridades. Na verdade, não passam de pessoas cafonas com um imaginário pequeno-burguês (classe média), apresentam-se como protetores da cultura e do altruísmo (selecionado), tudo isso como uma espécie de "acúmulo de pontos" para se exibirem narcisísticamente como "vencedores". 

Ao final, sabemos quem na verdade eles são, não passam de espertalhões, vendedores de ilusões, expressões verdadeiras do "neoliberalismo". Frutos daquelas bolhas da história do capitalismo, a exemplo da crise de 2000 e de 2008. Eike Batista, até que demorou para ser desmascarado, a sua prisão envolveu uma pirotecnia que aí, sim, é o retrato do Brasil, leis que transformam criminosos do colarinho branco em bandidos especiais.


Nenhum comentário:

"Livre-pensar é só pensar"

www.tudoporamoraocinema.com.br

Minha foto
Nasceu em Manaus-AM. Cursou o Instituto de Artes e Arquitetura-UnB(73). Artes Cênicas - Parque Lage,RJ(77/78). Trabalha há mais de vinte anos em projetos autorais,dirigindo filmes documentários: "TUDO POR AMOR AO CINEMA" (2014),"O Cineasta da Selva"(97),"Via Látex, brasiliensis"(2013), "Encontro dos Sabores-no Rio Negro"(08),"Higienópolis"(06),"Que Viva Glauber!"(91),"Guaraná, Olho de Gente"(82),"A Arvore da Fortuna"(92),"A Agonia do Mogno" (92), "Lina Bo Bardi"(93),"Davi contra Golias"(94), "O Brasil Grande e os Índios Gigantes"(95),"O Sangue da Terra"(83),"Arquitetura do Lugar"(2000),"Teatro Amazonas"(02),"Gráfica Utópica"(03), "O Sangue da Terra" (1983/84), "Guaraná, Olho de Gente" (1981-1982), "Via Láctea, Dialética - do Terceiro Mundo Para o Terceiro Milênio" (1981) entre outros. Saiba mais: "O Cinema da Retomada", Lucia Nagib-Editora 34, 2002. "Memórias Inapagáveis - Um olhar histórico no Acervo Videobrasil/ Unerasable Memories - A historic Look at the Videobrasil Collection"-Org.: Agustín Pérez Rubío. Ed. Sesc São Paulo: Videobrasil, SP, 2014, pág.: 140-151 by Cristiana Tejo.