quarta-feira, 20 de setembro de 2017

A METÁFORA DE "O ANJO EXTERMINADOR" Luis Buñuel


Luis Buñuel tem uma filmografia que nos faz pensar até hoje. Mas, nada como lembrar da poderosa metáfora que encerra o filme "O Anjo Exterminador" (1962).


Um grupo de grã-finos se encontram num jantar. Ao passar do tempo acontecem estranhos gestos, estranhas atitudes que mais revelam da falsa aparências, neste jantar, as máscaras pessoais derretem. Ninguém consegue comer, as pessoas começam a se agredirem e desconfiarem uma das outras. É a desmistificação daquelas pessoas. 

O iconoclasta Buñuel, sempre surrealista nos leva a pensar o que somos, ovelhas ou cordeiros? 

Mas, por outro lado, esse filme surgiu num sonho que tive esta noite, ao final se ouvia o Hino Nacional, a polícia dando porrada nas pessoas, enquanto elas berravam feitos cordeiros, adornados com panelas na cabeça. Dentro da sala de jantar, as máscaras continuavam a derreter. Aqueles que antes se vestiam de verde-amarelo e defendiam os bons costumes contra a corrupção, se revelavam ladrões, roubando de um tudo & todos. Um deles chorava enquanto a sua imensa barriga explodia inundando a sala com cédulas de dinheiro (reais, dólares e euros). O vasto país de dimensões continentais não bastava, todos se encontravam prisioneiros, não conseguiam sair. Havia um impasse quem era o mais corrupto, o mais ladrão, o mais pusilânime, o mais mentiroso, o mais cínico...

Acordei, mas o pesadelo continua.

Nenhum comentário:

"Livre-pensar é só pensar"

www.tudoporamoraocinema.com.br

Minha foto
Nasceu em Manaus-AM. Cursou o Instituto de Artes e Arquitetura-UnB(73). Artes Cênicas - Parque Lage,RJ(77/78). Trabalha há mais de vinte anos em projetos autorais,dirigindo filmes documentários: "TUDO POR AMOR AO CINEMA" (2014),"O Cineasta da Selva"(97),"Via Látex, brasiliensis"(2013), "Encontro dos Sabores-no Rio Negro"(08),"Higienópolis"(06),"Que Viva Glauber!"(91),"Guaraná, Olho de Gente"(82),"A Arvore da Fortuna"(92),"A Agonia do Mogno" (92), "Lina Bo Bardi"(93),"Davi contra Golias"(94), "O Brasil Grande e os Índios Gigantes"(95),"O Sangue da Terra"(83),"Arquitetura do Lugar"(2000),"Teatro Amazonas"(02),"Gráfica Utópica"(03), "O Sangue da Terra" (1983/84), "Guaraná, Olho de Gente" (1981-1982), "Via Láctea, Dialética - do Terceiro Mundo Para o Terceiro Milênio" (1981) entre outros. Saiba mais: "O Cinema da Retomada", Lucia Nagib-Editora 34, 2002. "Memórias Inapagáveis - Um olhar histórico no Acervo Videobrasil/ Unerasable Memories - A historic Look at the Videobrasil Collection"-Org.: Agustín Pérez Rubío. Ed. Sesc São Paulo: Videobrasil, SP, 2014, pág.: 140-151 by Cristiana Tejo.