sexta-feira, 13 de outubro de 2017

PATRICIO GUZMÁN: PAIXÃO E MEMÓRIA

PAIXÃO DE MEMÓRIA




Organizado pelo Instituto Vladimir Herzog, entre os dias 05 a 18 de outubro, os paulistanos tiveram a oportunidade de assistir uma retrospectiva composta de 11 filmes do diretor Patricio Guzmán, participar de workshop e conversas com o público. Num destes debates aqui em São Paulo com o cineasta chileno, alguém da platéia lhe perguntou a sua opinião sobre o Brasil e o futuro. Guzmán, respondeu que não gosta de conjecturar sobre o futuro, a matéria do seu trabalho é o passado - sem nostalgia, referência concreta para se pensar o presente. 

Neste caso, o Brasil ainda não conseguiu acertar contas com o seu passado, sobretudo o recente. Foi condescendente com aqueles que usurparam os direitos civis dos brasileiros durante a ditadura - censurando, prendendo, torturando e matando. Ninguém foi condenando. Eles ficaram soltos praticando suas ações e dando um exemplo de impunidade. A sociedade como um todo é cúmplice, parece gostar desta impunidade, desde os mais ricos aos mais carentes, estes, contraditoriamente suas principais vítimas. Mas, o perigo desta situação é que pela importância geopolítica, o Brasil sempre será uma referência para o continente latino-americano, sobretudo sul americano.

Filmes da retrospectiva:

A Batalha do Chile (1975) - parte I, II e III;
Em Nome de Deus (1987);
A Cruz do Sul (1992);
Chile, a Memória Obstinada (1997);
O Caso Pinochet (2001);
Salvador Allende (2004);
Meu Júlio Verne (2005);
Nostalgia da Luz (2010);
O Botão de Pérola (2015).
Filmar Obstinadamente, um Encontro com Patricio Guzmán (2014) - dir. Boris Nicot;


Nenhum comentário:

"Livre-pensar é só pensar"

www.tudoporamoraocinema.com.br

Minha foto
Nasceu em Manaus-AM. Cursou o Instituto de Artes e Arquitetura-UnB(73). Artes Cênicas - Parque Lage,RJ(77/78). Trabalha há mais de vinte anos em projetos autorais,dirigindo filmes documentários: "TUDO POR AMOR AO CINEMA" (2014),"O Cineasta da Selva"(97),"Via Látex, brasiliensis"(2013), "Encontro dos Sabores-no Rio Negro"(08),"Higienópolis"(06),"Que Viva Glauber!"(91),"Guaraná, Olho de Gente"(82),"A Arvore da Fortuna"(92),"A Agonia do Mogno" (92), "Lina Bo Bardi"(93),"Davi contra Golias"(94), "O Brasil Grande e os Índios Gigantes"(95),"O Sangue da Terra"(83),"Arquitetura do Lugar"(2000),"Teatro Amazonas"(02),"Gráfica Utópica"(03), "O Sangue da Terra" (1983/84), "Guaraná, Olho de Gente" (1981-1982), "Via Láctea, Dialética - do Terceiro Mundo Para o Terceiro Milênio" (1981) entre outros. Saiba mais: "O Cinema da Retomada", Lucia Nagib-Editora 34, 2002. "Memórias Inapagáveis - Um olhar histórico no Acervo Videobrasil/ Unerasable Memories - A historic Look at the Videobrasil Collection"-Org.: Agustín Pérez Rubío. Ed. Sesc São Paulo: Videobrasil, SP, 2014, pág.: 140-151 by Cristiana Tejo.