sábado, 30 de junho de 2018

A INVENÇÃO DA AMAZÔNIA by NEIDE GONDIM


Acabo de saber post facebook Leyla Leong que a professora Neide Gondim se transformou num dos mistérios da floresta amazônica, logo ela que em vida foi uma pororoca. 

Sobre a Neide conto uma história que aconteceu no final dos anos 90 em Manaus.  Estava no Festival Boi Parintins aonde encontrei Joazinho Trinta, sim, o carnavalesco. E nas nossas conversas ele me revelou que estava encantado com a leitura de um livro e queria transforma-lo em enredo de "escola samba" - antes queria conhecer o autor da "A INVENÇÃO DA AMAZÔNIA" - Neide Gondim. 


De pronto lhe disse que a conhecia e em seguida ligamos pra ela, ao atender contei os motivos do telefonema e a Neide me respondeu: 

"- Pára de sacanagem, estás me gozando, né?".

Passei o telefone pro Joazinho Trinta, eles combinaram um encontro. 

Alguns meses depois soube que o carnavalesco mais popular do Brasil se encontrava doente...Nunca soube que "A Invenção da Amazônia" tivesse se transformado num enredo de escola de samba, mas com certeza, essa obra nos marcou irremediavelmente...Neide Gondim nos mostrou que ao contrário duma descoberta, a Amazônia foi uma invenção, uma construção ideológica aonde mitos e fabulações se transformam numa armadilha para se compreender essa região.

Nenhum comentário:

"Livre-pensar é só pensar"

www.tudoporamoraocinema.com.br

Minha foto
Nasceu em Manaus-AM. Cursou o Instituto de Artes e Arquitetura-UnB(73). Artes Cênicas - Parque Lage,RJ(77/78). Trabalha há mais de vinte anos em projetos autorais,dirigindo filmes documentários: "TUDO POR AMOR AO CINEMA" (2014),"O Cineasta da Selva"(97),"Via Látex, brasiliensis"(2013), "Encontro dos Sabores-no Rio Negro"(08),"Higienópolis"(06),"Que Viva Glauber!"(91),"Guaraná, Olho de Gente"(82),"A Arvore da Fortuna"(92),"A Agonia do Mogno" (92), "Lina Bo Bardi"(93),"Davi contra Golias"(94), "O Brasil Grande e os Índios Gigantes"(95),"O Sangue da Terra"(83),"Arquitetura do Lugar"(2000),"Teatro Amazonas"(02),"Gráfica Utópica"(03), "O Sangue da Terra" (1983/84), "Guaraná, Olho de Gente" (1981-1982), "Via Láctea, Dialética - do Terceiro Mundo Para o Terceiro Milênio" (1981) entre outros. Saiba mais: "O Cinema da Retomada", Lucia Nagib-Editora 34, 2002. "Memórias Inapagáveis - Um olhar histórico no Acervo Videobrasil/ Unerasable Memories - A historic Look at the Videobrasil Collection"-Org.: Agustín Pérez Rubío. Ed. Sesc São Paulo: Videobrasil, SP, 2014, pág.: 140-151 by Cristiana Tejo.